ANEAM - Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais

21-03-2014

EXPERIÊNCIAS DE SUCESSO PARA ACADÊMICOS Destaque

Avalie este item
(2 votos)

Na noite desta terça-feira dia 18/03, foi realizada no CREA DF, uma mesa-redonda dedicada ao tema: Oportunidades Empreendedoras para estudantes – Experiência do sucesso de Centro Acadêmico, Empresas Juniores e Empresa Incubada, no âmbito da 2ª Plenária do CREA Jovem DF.

A mesa foi composta pelo Eng. Marcus Vinicius, presidente da Associação Nacional dos Engenheiros Ambientais - ANEAM e conselheiro do CREA DF (mediador do debate), Júlia Vasconcelos, presidente do CREA Jovem DF, João Brigido, presidente do Centro Acadêmico de Engenharia Civil – CAENC UnB, Pedro Henrique Siqueira, representando a Federação de Empresas Juniores do DF – CONCENTRO, Eng. Erick Kill e Eng. Fellipe Sanches, empreendedores na Empresa Incubadora – GEOSIGNALS, Eng. Pedro Ivo diretor de Relações Institucionais do CREA Jovem DF e o Eng. João Ernesto Rios Conselheiro CREA DF.

 

O objetivo do evento foi debater questões atuais pertinentes à realidade dos estudantes da engenharia, como mobilização, participação, mercado de trabalho, qualidade da educação recebida nas universidades, realidade das empresas juniores, dos Centros Acadêmicos e suas experiências, além de estudo de caso de sucesso de empresa incubada.

 

O assunto mais destacado na mesa foi o Empreendedorismo, o qual gerou várias colocações, visões e compartilhamento de experiências, sendo direcionadas aos jovens acadêmicos, que estão adquirindo o perfil de empreendedor a partir da participação em sistemas como Empresas Juniores, Empresas Incubadas e Centros Acadêmicos.  Esses sistemas proporcionam várias experiências, oportunidades e conhecimentos científicos, e de gestão, que vão além dos aplicados na academia, fazendo com que o aluno viva o aprendizado multidisciplinar e o exercício prático, os quais são importantes para o seu crescimento profissional.

 

Os componentes da mesa citaram: que hoje o jovem universitário precisa buscar oportunidades como essas, interagindo, tendo ideologias, envolvendo de forma que seus sonhos não se percam ou morram ao longo da vida.

 

 

Síntese das exposições:

 

Eng. Marcus Vinícius – Fez uma contextualização sobre os temas envolvendo a participação dos estudantes no contexto do Sistema Confea/Crea; A representatividade do jovens para o atendimentos de objetivos comuns; A qualidade da educação nas universidades e as perspectivas, dificuldades e facilidades que os novos engenheiros terão pela frente, nos próximos anos. O moderador propiciou um debate dinâmico com os participantes, extraindo o conteúdo dos painelistas, estimulando o debate com a plenária, e focou na necessidade de existência de sonhos para se mudar o país. 

 

Futura Eng. Júlia Vasconcelos – Fez a abertura e fechamento do evento, saudando os convidados e informando as atividades do CREA Jovem DF e dos CREAs Jovens e Juniores nacionais. Durante o debate dinâmico entre os participantes contou um pouco de suas experiências em abrir e manter o núcleo de Engenharia Civil dentro da Empresa Júnior do UniCEUB.  

 

João Brigido – O painelista abordou sobre a experiência e realidade do Centro Acadêmico de Engenharia Civil – CAENC/UnB, destacando a necessidade que houve de organização e mobilização por parte dos estudantes para a execução das atividades do CAENC. Foi abordado também as demandas, dificuldades e expectativas dos jovens na universidade e a importância da mobilização dos estudantes para participarem dos Centros Acadêmicos, em suas respectivas faculdades e universidades. 

 

Pedro Henrique Siqueira – O painelista fez uma contextualização do Movimento Empresa Júnior no Brasil, destacando a realidade e dinâmica das empresas juniores, seu funcionamento, suas dificuldades e suas facilidades de mercado, além de descrever as oportunidades de mercado, que o acadêmico possui fazendo parte de uma EJ. Foi destacado também como se formar e participar de uma empresa júnior, além do papel da CONCENTRO no acompanhamento das atividades dos jovens empresários. 

 

Eng. Erick Kill e Eng. Fellipe Sanches – Os engenheiros ambientais descreveram a importância do sensoriamento ambiental com dispositivos mobile para utilização em monitoramento participativo, e apresentaram seu produto inovador, que se trata de tecnologia para medição da qualidade do ar, utilizando smartphones. O engenheiro ambiental Erick apresentará os resultados da pesquisa no congresso internacional de sensoriamento remoto que ocorrerá em Barcelona – Espanha na próxima semana. 

 

Eng. Pedro Ivo – Apresentou a sua trajetória acadêmica de sucesso, e como se tornou líder estudantil na Universidade de Brasília – UnB e presidente do Diretório dos Centros Acadêmicos da universidade. Abordou também a necessidade de mobilização dos estudantes para alcançarem os objetivos comuns e destacou as experiências realizadas na universidade, para se trazer melhoria para os estudantes, sendo exemplo para outras instituições de ensino. 

 

Eng. João Ernesto Rios – Apresentou sua experiência de vida e como se tornou empresário de sucesso no ramo da engenharia. Abordou as atividades que coordena no CREA Sênior, que reúne profissionais de notório saber no âmbito do Sistema Confea/Crea, e identificou oportunidades para o CREA Jovem e para os acadêmicos “turbinarem” seus currículos, a fim de se destacarem no mercado de trabalho, cada vez mais competitivo. 

 

Por fim a plateia fez diversas perguntas e questionamentos para os palestrantes, caracterizando mais uma plenária de sucesso organizada pelo CREA Jovem DF, contando com o apoio do CREA DF e parceria da ANEAM

 

 

DIRETORIA DE COMUNICAÇÃO - ANEAM

 

 

 

Última modificação em Sexta, 21 Março 2014 20:49

Add comment


Security code
Refresh

Associação dos Engenheiros Ambientais

Top Desktop version